Até finais do séc. XIX a forma de se encontrar datas para os acontecimentos bíblicos estava quase exclusivamente ligada às informações contidas nos textos das escrituras. Daí destacamos o trabalho do Arcebispo Anglicano James Ussher que “é lembrado principalmente devido à cronologia bíblica que desenvolveu no tocante ao antigo testamento, dependendo quase inteiramente de genealogias veterotestamentárias.” (Champlin, 2001, p. 565)

Com o avançar do tempo têm vindo a surgir novas formas de encontrar datas para o texto bíblico que nem sempre são consonantes com as datações mais arcaicas ainda que por vezes sejam coincidentes. Assim o cruzamento das informações bíblicas com as informações fornecidas pela arqueologia moderna leva a que muitas vezes a precisão seja mesmo muito elevada para datas bastante recuadas.

A datação pelo método de Radiocarbono ou Carbono-14 (C14), desenvolvido por Libby nos anos 40 do sec. XX permite-nos chegar à data que um qualquer ser vivo tenha morrido, seja ele animal ou vegetal, contudo pode apresentar margens de erro de cerca de 250 anos, para datas anteriores a 3000 a.C. Pelo que muitas vezes ajuda na despistagem de datas erradas ou confusas mas, não nos consegue conduzir a um valor preciso. “A datação por termoluminescência pode trazer informações importantes em sítios arqueológicos que não apresentam restos orgânicos que possam ser datados pela técnica de carbono 14. Com apenas alguns pedaços de restos cerâmicos pode-se realizar uma datação confiável.” (Ferraz, Nogueira, Watanabe, & Souza, 2006, p. 289)

Ao longo do tempo é a confrontação entre dados contidos em documentos históricos como as crónicas dos reis dos diversos lugares, os relatos de acontecimentos como os eclipses solares, os relatos das batalhas e informações disponíveis nos templos que nos ajudam a cruzar dados de modo a nos aproximar-mos o mais possível da data do acontecimento.

A maior aproximação da data real do acontecimento não está ligada à utilização de um ou outro método mas ao cruzamento das informações recolhidas dos diversos métodos.

Obras Citadas

Champlin, R. N. (2001). Enciclopédia de Bíblia, Teologia e Filosofia (Vol. VI). São Paulo: Hagnos.

Ferraz, G. M., Nogueira, E. d., Watanabe, S., & Souza, S. O. (2006). Termoluminescência e datação de peças arqueológicas. Integração, 285 – 289.